Infarto

Mitos Populares Sobre O Infarto 


Por Dr. Roberto Yano
28 de setembro de 2020

 Os Mitos populares sobre o infarto são diversos, e muito popularizados principalmente por conta do medo, que envolve essa questão. O Brasil é um dos países que mais tem mortes em decorrência de infarto agudo do miocárdio. 

Isso, gera uma onda de medo e desconhecimento, que consequentemente dá origem a muitos mitos e lendas sobre o infarto, suas causas, consequências e tratamentos. 

Por isso, hoje eu decidi trazer para vocês de forma bem simples, alguns dos mitos populares sobre o infarto, e assim você poderá se manter realmente informada sobre o assunto.

Mitos Populares Sobre O Infarto 

Os 4 Mitos populares sobre o infarto e suas explicações.   

Como vimos, é muito comum que assuntos que surpreendem e assustam a população, acabem sofrendo uma forma de alteração por parte da população, e é assim que nasce um mito.   

Os mitos que envolvem os infartos são diversos, e muitos não fazem nenhum sentido! Porém, nós vamos abordar os 4 mitos mais populares sobre infarto, e que estão tão enraizados, que a maioria das pessoas leigas tomam como verdade. Confira e se surpreenda!  

  • Quem ronca tem uma maior predisposição para o infarto.   

Você já deve ter escutado por aí que quem ronca, tem uma maior predisposição para ter infarto, porém, isso é apenas um mito. Se existe algum distúrbio do sono que realmente pode contribuir com a predisposição de infartar, é a apneia do sono.

Nem todo mundo que ronca tem apneia do sono ok? Mas quem ronca muito deve sim procurar atendimento médico para ver se esses problema não pode estar atrapalhando a sua saúde.   

  • Quem já sofreu de infarto não pode mais praticar atividades físicas.   

Existe esse mito muito popular de que uma pessoa que sofre infarto, fica debilitada, não podendo praticar exercícios físicos. Na verdade, muito pelo contrário, se exercitar é uma das principais ferramentas de reabilitação do paciente, mas deve ser praticada com aconselhamento médico.

O exercício vai ser fundamental para a recuperação do condicionamento físico do paciente pós infarto. É um dos pilares principais e que pouca gente adere, infelizmente.   

  • Todos os infartos causam dor no peito   

Esse é outro mito.  Isso realmente acontece em alguns casos, mas não em todos os infartos. Muitas das vezes, a pessoa pode passar dias ou até meses sem perceber que sofreu um infarto.

Existem os sintomas atípicos de infarto como sudorese, tontura, cansaço extremo, náusea. Por isso o check up anual com seu cardiologista é fundamental para prevenir um infarto.  

  • Pessoas magras não infartam  

Existe o mito de que o infarto está ligado somente ao sobrepeso ou obesidade, e por isso pessoas acima do peso são as únicas que podem infartar.

Porém, a vários outros fatores que aumentam esse risco como: fatores genéticos, hipertensão, diabetes, tabagismo, sedentarismo, estresse, dislipidemia, entre outros.  

O importante é se cuidar!  

Os mitos populares sobre infarto podem ser também maléficos para a sociedade toda, porque acreditando nesses mitos, muitas pessoas deixam de se cuidar da maneira correta e não se atentam ao que realmente importa.  

Como é o caso de pessoas magras que tem histórico de doenças cardíacas na família, mas não procuram um cardiologista, pois escutam por aí que, por serem magras, nunca sofrerão um infarto.   

Por isso, quando o assunto é a sua saúde e a sua vida, o importante é não dar ouvidos para as pessoas leigas, mas sim se cuidar e estar em contato com um médico especializado! 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *