Exames

Teste Ergométrico: O Que É Isso? Quem Pode Fazer? 


Por Dr. Roberto Yano
28 de setembro de 2020

O teste ergométrico também é conhecido como “teste do esforço” é um exame fundamental para a prevenção de infarto. É o exame que consegue detectar, meses ou até anos antes do paciente infartar, se ele pode ter alguma coronária entupida.  

Está indicado para pessoas que vão praticar exercício físico de alta intensidade, e pessoas que tem fatores de risco para infarto, ou até para pessoas que estão com sintomas como dor no peito, falta de ar, palpitação, entre outros.  

Veja a seguir como é feito o teste ergométrico e quem pode realizá-lo. Continue lendo e entenda!

Teste Ergométrico

O que é o teste ergométrico? 

teste ergométrico é um exame em que o paciente é monitorizado através de eletrocardiograma, e a esteira vai aos poucos se inclinando e aumentando a sua velocidade. Tudo isso para aumentar a frequência cardíaca do paciente. 

Aumentando a frequência cardíaca do paciente, caso ele esteja com alguma artéria do coração com entupimento, o médico consegue detectar através de alterações especificas que ocorrem no eletrocardiograma durante o exame. 

Durante o exame também é aferido a pressão arterial do paciente a cada 2 minutos ou de 3 em 3 minutos dependendo o protocolo, e se consegue avaliar a resposta da pressão arterial do paciente, frente ao esforço realizado. 

Sendo assim, o paciente realiza este exame enquanto caminha ou até mesmo corre em uma esteira, para simular uma situação cotidiana de exercício físico na rua. 

Dessa forma, o médico que está realizando o teste consegue identificar como o coração do paciente reage ao esforço fisico 

Por que é recomendado realizar o teste ergométrico? 

Como dito este é um dos principais exames de prevenção de infarto. Quando o paciente tem alguma artéria do coração com entupimento, e isto está prejudicando a chegada de sangue a alguma parte do coração, o médico que realiza já consegue identificar que possa ter alguma artéria entupida, e consegue interferir antes do paciente sofrer um infarto. 

É possível também avaliar arritmias cardíacas que são induzidas pelo esforço, além de avaliar a pressão arterial durante uma situação de stress ou exercício físico. 

O que o médico coloca no laudo do “teste do esforço”? 

No laudo é importante descrever sobre o eletrocardiograma de repouso do paciente, como foi a evolução do eletrocardiograma durante o esforço, se a pressão aumentou dentro dos limites ou se houve aumento ou queda além do normal. 

Descrever se o paciente apresentou algum sintoma durante o exames, se apresentou alguma arritmia, se o exame teve que ser encerrado pelo cansaço natural ou se houve algum problema mais grave como arritmias severas ou dor no peito. 

Também deve descrever sobre o condicionamento físico do paciente se foi fraco, regular, bom ou ótimo.  

Por fim, o teste ergométrico é um dos principais arsenais do cardiologista rumo a prevenção de um infarto. É um dos exames mais importantes de toda a cardiologia, visto que 1/3 das pessoas vão morrer de doença cardiovascular. 

Se você tem mais de 35 anos e ainda não fez o seu teste ergométrico pergunte ao seu médico se realmente não está na hora de fazer o seu primeiro exame, lembrando que cada caso é um caso e somente o seu cardiologista vai saber a hora certa de solicitar esse ou qualquer outro exame. 

Um grande abraço! 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *